Mostrando postagens com marcador tecnologia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador tecnologia. Mostrar todas as postagens

Como usar a mesma conta do WhatsApp em dois celulares












Como usar a mesma conta do WhatsApp em dois celulares


O aplicativo do WhatsApp, por padrão, só pode ser instalado em um celular por vez. 

No entanto, um truque permite acessar o mensageiro em dois ou mais smartphones ao mesmo tempo. 
O procedimento pode ser realizado de duas maneiras: 
pelo site oficial do WhatsApp Web, com acesso pelo QR Code; ou, então, utilizando um app externo, 
como o Web Lite.


Assim, você fica conectado em todos os seus dispositivos e não perde nenhuma mensagem importante durante o dia. 
Veja, no tutorial a seguir, o passo a passo de como usar a mesma conta do WhatsApp em dois celulares simultaneamente.







Como adicionar uma senha de acesso no WhatsApp Web



Vale lembrar que esse acesso deve ser feito apenas para abrir sua conta do WhatsApp em celulares próprios, para uso pessoal. Veja dicas do que fazer caso você desconfie de que seu WhatsApp foi clonado por outra pessoa.





Acesso pelo WhatsApp Web

Passo 1. 

Abra o navegador no celular secundário, ou seja, o que está sem o WhatsApp na sua conta. Neste exemplo vamos usar o Chrome




Passo 2. 

Pressione o menu indicado por “três pontos” e marque a caixa de texto ao lado de “Versão para desktop”.



Passo 3. 

Em seguida, acesse o site do WhatsApp Web neste mesmo navegador do celular secundário. Dê zoom no código QR do WhatsApp Web, esticando a tela com os dois dedos (de forma tradicional), para uma melhor leitura.



Aba o WhatsApp Web com QR Code no celular secundário (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)



Passo 4. 

Agora, abra o app do WhatsApp no seu celular principal. Toque no botão de menu no topo direito (indicado por três pontos) e selecione “WhatsApp Web”.



No celular principal abra o app do WhatsApp (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)


Passo 5. Em seguida, toque no ícone de “+” e faça a leitura do código QR usando a câmera do celular principal na tela do smartphone secundário (que está com acesso pelo navegador). Caso nunca tenha usado o recurso, a tela de leitura do código QR aparecerá de primeira. Note que após a leitura no seu aplicativo do WhatsApp, o celular secundário será marcado como sessão ativa.



Faça a leitura do código QR do celular principal no secundário (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Faça a leitura do código QR do WhatsApp do celular principal no secundário (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)


Passo 6. 


Volte ao seu celular secundário, e note que sua conta irá aparecer no navegador exibindo todas as mensagens de contatos e grupos, inclusive com o histórico. Você pode fazer todas as interações: responder, visualizar imagens, texto, enviar emojis e mais ações disponíveis no WhatsApp Web. Para melhor visualização, mantenha o celular na orientação horizontal (paisagem).



O celular secundário vai mostrar todas as mensagens do principal (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)



Acesso pelo Web Lite


Passo 1. 

Baixe e instale o Web Lite no seu celular secundário, ou seja, o que não está com sua conta do WhatsApp. Ao abrir o aplicativo, note que ele mostrará automaticamente o QR Code do WhatsApp Web. Se preferir, deixe marcada a opção “Mantenha-me conectado”, para não ter o trabalho de escanear toda vez que o programa for aberto.



Acesse o Web Lite no celular secundário (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)


Passo 2. 

Em seguida, pegue seu celular principal e, no aplicativo oficial do mensageiro, toque no ícone com “três pontos”, no topo da tela. Selecione “WhatsApp Web".
Abra o WhatsApp no seu celular principal (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)



Passo 3. 

Faça a leitura do QR Code com a câmera do celular principal na tela do celular secundário (que está com o app Web Lite). Note que a nova conexão será listada no aplicativo do WhatsApp.


Faça a leitura do QR Code com o celular principal no secundário com Web Lite (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)




Passo 4. 

O app Web Lite do aparelho secundário abrirá suas mensagens de contatos e grupos com a mesma conta do WhatsApp. É possível fazer interações, como responder, enviar emojis e ver o histórico.



As mesmas mensagens da sua conta do WhatsApp serão espelhadas no Web Lite (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Você pode visualizar a interface do WhatsApp com o app na vertical ou horizontal, e seus contatos recentes aparecem listados na esquerda da tela. Arraste a tela para a direita para visualizar as mensagens em tempo real. Se quiser enviar uma mensagem, basta escrevê-la na base do app, como mostra a imagem acima.


















fonte: techtudo

Mensagem do formulário de comentário:
"comentários de anônimos, não serão publicados, e aqui... 
...não é local para desentendimentos e discórdias! 
Seja bastante educado! Frequenta qual escola, ou frequentou?
 ...ou a educação vem de berço?

"Controle por gestos chega aos computadores"










"Controle por gestos chega aos computadores"


 
• segunda, 29 de julho de 2013 - 10h05

Divulgação
mac
São Paulo - 

Há uma nova tecnologia no ar 

e não se trata apenas de metáfora. 

O reconhecimento de gestos - 

...por sistemas que interpretam movimentos corporais do usuário para realizar ações hoje feitas com mouse ou controle remoto
é uma das fronteiras mais promissoras para 
videogames
TVs
computadores
Especialistas do setor já falam em uma “nova era”.

O controle de gestos faz parte de uma família da tecnologia chamada interface natural”, diz Paulo Iudicibus, diretor de inovação da Microsoft Brasil. 

“É a evolução da forma como os computadores vão interagir com a gente.” Para os fundadores da startup norte-americana Thalmic Labs, inventora da braçadeira leitora de gestos MYO, esse tipo de controle inaugura uma era em que “a fronteira entre homem e máquina se dissipa”.

Ferramentas atuais como 

mouse, 
cursor 

teclado físico 
são parte do que é conhecido como interface gráfica

Dispositivos assim são reativos
você clica no mouse 
e ele faz alguma coisa”, explica Iudicibus. 


“A interface natural é pró-ativa

Com ela, 

entro numa sala escura, 

o computador me reconhece, 

me cumprimenta

pergunta 

se quero acender a luz.”


As grandes empresas de tecnologia 

correm para incorporar esses

recursos. 

A Samsung e a LG já vendem

televisores 

que obedecem a comandos de voz 
e de gestos. 


O smartphone topo de linha da Samsung, o Galaxy S4, também traz recursos do tipo. 

Mas são as pequenas empresas que estão na vanguarda da pesquisa nessa área. 

Por isso, elas têm atraído a atenção de grandes companhias.

A Intel, maior fabricante de chips do mundo, comprou recentemente uma startup israelense chamada Omek
que desenvolve uma tecnologia do tipo.

Um de seus softwares, 
o Omek Grasp, 
22 articulações da mão 
e seus movimentos. 



A empresa de chips 

também promove um concurso mundial de idéias da área. 

As melhores receberão o empréstimo de uma câmera Senz3D para desenvolvê-la. 

Trata-se de uma webcam que lê gestos desenvolvida com a Creative e que só chegará às lojas no fim do ano.

Outra startup israelense com pesquisa relevante na área, a PrimeSense, estaria na mira da Apple. 

Nenhuma das duas empresas confirma. 

“Qualquer grande companhia precisa investir nesse tipo de interface hoje”, disse ao Link Tal Dagan, vice-presidente de marketing da PrimeSense. 

Analistas acreditam que a Apple está em busca de tecnologia para usar em produtos para televisão.
É da PrimeSense que veio o aparelho de reconhecimento de gestos mais famoso do mundo: o sensor Kinect, lançado pela Microsoft como acessório de seu videogame Xbox 360. 

O produto não só revolucionou a experiência de games como foi adotado para usos fora de seu propósito original, da medicina à educação infantil.
A versão 2.0 do Kinect, anunciada junto do Xbox One em maio, foi desenvolvida apenas pela Microsoft. 

Entre suas novidades está a 

capacidade de 

ler batimentos cardíacos, 

expressões faciais 

e 

25 articulações das mãos. 


“Ele consegue ver se você está sorrindo ou está preocupado”, diz Iudicibus. 

O nível de sofisticação motivou preocupação com um olho de Big Brother na sala de estar. 

A empresa respondeu que o aparelho pode ser desligado a qualquer hora. 

Na semana passada, chegou aos Estados Unidos o aguardado Leap Motion. 
É uma caixinha, pouco maior que um isqueiro, que traduz movimentos das mãos em comandos no computador. 

A empresa fez uma parceria com a Asus 

para incluir sua tecnologia em notebooks e PCs da 

fabricante.


Em 2014, será a vez a braçadeira MYO chegar ao 

mercado. 

Ao captar 
movimentos musculares, 
ela traz uma maneira nova de reconhecer gestos. 

O produto já está disponível em pré-venda no site da empresa por US$ 149. 

Foram feitos mais de 30 mil pedidos. 


Os criadores disseram que o aparelho pode ser usado por games, mas também para propósitos industriais, de saúde, educação criação musical. 


Pessoas com limitações de comunicação 

movimento também serão beneficiadas. 

Juliano Alves, gerente de desenvolvimento da Intel, diz que uma das idéias recebidas pela empresa é um leitor da linguagem brasileira de sinais (Libras). 


“Uma pessoa faz os símbolos com a mão, a câmera interpreta e transforma em som ou mensagem de texto.” 


Os especialistas ressaltam, porém, que o mouse e o teclado não serão aposentados e que a nova tecnologia rende mais em alguns tipos de aparelho. 

Dagan, da PrimeSense, 
acredita que há muito futuro 
para o controle por gestos em 
televisões, 
para substituir o controle remoto. 

“Mas não faz muito sentido em 
smartphones ou tablets.” 

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.


LEIA TAMBÉM






fonte: 
info abril



tags:
Computadores, dicas, Microsoft, comunicação,medicina,educação,saúde, musical,criação, industriais,infantil,Samsung ,LG,tecnologia, smartphones,tablets,Intel,televisão,softwares,Touchscreen, notícias

" o futuro do Google Maps"

Conheça o futuro do Google Maps

Conheça o futuro do 


Google Maps




TECNOLOGIA de 






mapeamento Offline




 para Android 




telefones, Street View para trilhas e mapas 3D do Google 

Earth estão todas as melhorias que vem para o Google 

Maps em um futuro próximo. Os três novos recursos que ...




"Conheça o futuro do Google Maps"




Mapeamento Offline para Android telefones, Street View para trilhas e mapas 3D do Google Earth estão todas as melhorias que vem para o Google Maps em um futuro próximo.
Os três novos recursos foram revelados pelos executivos da empresa em um evento de imprensa na sede da empresa em San Francisco.
Mapeamento off-line passará a fazer parte do "mapa própria base global" do Google e oferecer oi-res de navegação sem precisar de um WiFi ou 3G ou conexão 4G. Para usar o recurso, os usuários terão para selecionar a área que pretende visitar antes de ir offline, faça o download do mapa para seu aparelho.
Os familiares de rastreamento GPS ponto azul ainda estará lá para ajudar a navegação.
Street View para locais walkable terá a característica popular além das ruas, ferrovias e rios que já foram cobertos. É possível porque as câmeras do Street View ficaram menores, e agora vêm na forma de uma mochila pesando cerca de wearable 40 quilos.
3D Google mapeamento Terra também vem com a introdução de uma nova interface chamada Tour Guide. O recurso permitirá aos usuários escolher um local, em seguida, tomar viaduto virtual de representações modeladas de locais e atrações. A empresa está "tentando criar magia", nas palavras do Google Earth gerente de produto Peter Birch.
Uma demonstração do efeito 3D viaduto foi bastante hipnotizante. É possível graças a uma frota de aviões de propriedade do Google que sobrevoam cidades com sistemas de design personalizado da câmera para tirar fotos de vários ângulos e pontos de vista que depois são costuradas juntas para criar modelos 3D das imagens.
O recurso é esperado para estar disponível para as cidades e comunidades com uma população total de 300 milhões de pessoas nos próximos "várias semanas", tanto para Android e iOS.
É interessante que o Google fez sua grande anúncio de uma semana antes Conference da Apple Worldwide Developer. A Apple é esperado por muitos como usar esse evento para revelar seu serviço de mapas em 3D esoltar o Google Maps como um aplicativo de recursos para o iPhone e iPad com a introdução se iOS 6.
A Apple tem usado Google Maps desde que o iPhone foi introduzido em 2007.
Infelizmente, o evento de quarta-feira foi pesada no hype e da luz sobre os anúncios. Ele apresentava uma extensa história das iniciativas do Google de mapeamento. Um casal anúncios relativamente menores sobre carros Street View ter conduzido 5 milhões de quilômetros originais e uma instituição de caridade britânica usando o Google Earth para ajudar o seu trabalho precedido as três novas funcionalidades.
A Apple queda Google Maps em iOS 6 será um golpe relativamente significativo para o Google, se as previsões se confirmarem. Google perderia dados baseados em localização para celulares usuários iOS, por sua vez, prejudicando sua capacidade de vender anúncios direcionados localmente.
As duas gigantes da tecnologia ter tido um relacionamento cada vez mais tenso desde que o Google lançou seu sistema operacional Android para concorrer com o iPhone em 2008.
Agora, o Google fez o seu ataque preventivo no campo de batalha das duas empresas mapa baseado em um claro movimento para chegar à frente da história antes keynote Tim Cook WWDC na próxima semana.
O que exatamente faz a Apple tem na manga? Nós vamos descobrir em breve."


fonte:
mashable

Seguir por e-mail

Topo