Mostrando postagens com marcador site. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador site. Mostrar todas as postagens

blogueiros iniciantes devem evitar

20  (vinte)

erros 

comuns que 

blogueiros iniciantes devem 

evitar

Postado por Paulo Alkmin
 
Com alguns cuidados simples você consegue evitar erros comuns que podem prejudicar o seu blog. Confira nossas dicas:

Então você decidiu que já era hora de ter um blog profissional (ou de finalmente transformar o prazer em trabalho) e começar a ganhar dinheiro, fama e sucesso com ele. Infelizmente, a concorrência é alta, os desafios são muitos e é muito comum ver blogueiros com potencial desistindo logo no começo ou comentendo erros que dificultam o crescimento do blog.
Pensando nisso, nós desenvolvemos uma lista de erros comuns que blogueiros iniciantes cometem e damos dicas sobre como eles devem evitar esses erros e tornarem-se blogueiros de sucesso. Lembrem-se que essas não são regras escritas em pedra e que nem mesmo existe uma fórmula única de sucesso. Mas seguindo essas sugestões o seu caminho será bem simples.





1 – Não ter um domínio próprio ou ter um domínio próprio dificil de pronunciar ou escrever – 

se você quer ter um blog profisisonal, o mínimo que você precisa fazer logo no começo é abrir a carteira e pagar um domínio, ao invés de usar um “blogspot.com” ou “wordpress.com”. Isso confere mais credibilidade ao blog, além de ser ótimo para posicionamento em mecanismos de busca. Da mesma forma, pense no domínio que você pretende usar: ele deve ser simples, fácil de pronunciar e de lembrar. Lembre-se, não é somente um domínio, é parte da marca, da identidade, do seu blog.

2 – Não ter uma página de “Sobre” e um link de contato fáceis de identificar – as agências e empresas interessadas no seu blog querem saber quem você é e querem ter uma forma rápida e fácil de entrar em contato com você. Muitos blogueiros reclamam que não recebem convites para ações ou para publieditoriais, mas se esquecem que para isso é necessário que as pessoas consigam falar com você. Tenha uma página de “Sobre” no seu blog, conte sua história, diga quem você é e tenha alguma ferramenta de contato vísivel.

3 – Não usar permalinks nos posts – o WordPress por padrão costuma deixar todos os posts com uma URL padrão, mantendo apenas um número. Isso é ruim pois os mecanismos de busca utilizam as palavras da URL como parte da indexação dos posts, e o leitor não sabe do que se trata o post só de olhar para um link do tipo http://dominio.com.br/?p=1234. Configure o seu blog para trazer ao menos o título do post na URL ou, se você quiser, acrescente outras informações, como a categoria do post.

4 – Não saber o básico do HTML – claro que não queremos que você seja um programador e saia desenvolvendo temas e plugins para o WordPress, mas é importante conhecer ao menos o básico, ao menos para saber como e porque seu post ficou desconfigurado ou os truques para indexar melhor seu blog nos mecanismos de busca.

5 – Colocar links quebrados – Não há nada mais frustrante do que ver um link em um post e perceber que ele está quebrado, levando para… lugar algum. Lógico, sites podem sair do ar e seu post pode ficar com um link quebrado, mas garanta que todo link que você inserir esteja correto, sem erros.

6 – Usar um layout feio ou pouco prático – a apresentação visual do seu blog é um dos aspectos mais importantes para o sucesso e deve ser pensado com muito cuidado. Se você não se sente confortável desenvolvendo um layout, contrate um designer, estude wireframes e posicionamento de conteúdo e crie um layout que seja agradável ao visitante, leve e fácil de navegar. Da mesma forma, lembre-se de incluir espaços para banners e propaganda. Muitos blogueiros simplesmente colocam propaganda em qualquer lugar do blog e depois reclamam que tiveram poucos cliques. Evite isso.

7 – Usar imagens ou cores que tornam a leitura complicada – Já que estamos falando de layout, lembre-se que o seu blog deve ser agradável para o leitor. Evite muitas imagens piscantes ou de cores fortes, que roubam a atenção do texto ou cores que tornem a leitura cansativa, como texto branco em fundo preto, links com cores parecidas com a cor natural do texto e coisa do tipo. Se o visitante do seu blog precisa se esforçar para ler seu texto, ele dificilmente continuará lendo seu blog, nem recomendará textos interessantes para amigos.

8 – Usar muito texto e poucas imagens – ler na tela do computador é algo que cansa os olhos, e por isso é vital que você lembre de incluir pausas ocasionais para o leitor. Evite parágrafos gigantescos, que exigem uma leitura sem pausas. Faça parágrafos menores e se possível inclua imagens para ilustrar seu texto e permitir ao leitor uma pausa na leitura. Se é muito comum pararmos para um cafezinho entre um parágrafo e outro de um livro, porque não permitir que o leitor do seu blog faça o mesmo?

9 – Não postar de forma regular – parte do trabalho de manter um blog é saber manter uma certa regularidade. Não adianta nada você publicar dez posts no mesmo dia e depois passar um mês sem novidade alguma. Dentro do possível, distribua os textos durante a semana, crie um calendário de publicações e deixe uma meia dúzia de posts já prontos, para aqueles períodos em que você está sem inspiração ou sem tempo para o blog.

10 – Pedir desculpas por atrasos ou problemas – se a casa caiu pro seu lado e você foi obrigado a ficar um bom tempo sem escrever, evite ficar pedindo desculpas ou tentando se explicar, principalmente se seu blog não for no estilo “diário”. É no mínimo esquisito encontrar em blogs de notícias posts com três, quatro parágrafos onde o blogueiro fica se desculpando ou explicando possíveis sumiços ou atrasos. Ao invés disso, tente entender o que o levou a ficar esse tempo todo sem publicar nada novo e crie formas de evitar isso sempre que possível. Seus leitores não vão te abandonar por pequenos sumiços, mas vão se cansar do blogs se você passa mais tempo se desculpando que gerando conteúdo.

11 – Copiar conteúdo – muitos blogueiros iniciantes acham que é normal simplesmente copiar conteúdo (sejam textos, vídeos ou imagens) que fizeram sucesso em outros blogs. Seja original, desenvolva seu próprio conteúdo, evite republicar algo só porque fez sucesso em outro blog. E, lembre-se: existem diversas ferramentas que permitem saber se um texto foi copiado, e um outro blogueiro que te acuse de copiar um texto pode trazer sérios problemas para você.

12 – Deixar de dar sua opinião – você viu um vídeo ou uma imagem legal que tem tudo a ver com o seu blog em outro site? Não há problema em publicar no seu blog também, mas jamais esqueça de dar sua opinião, de dizer o que você achou daquilo. Seus leitores podem encontrar o trailer de um filme em qualquer lugar da internet, mas só poderão encontrar a sua opinião no seu blog.

13 – Escrever sem paixão, sem personalidade – mesmo que você só queira ter um blog pelo dinheiro, fama e festas, não esqueça nunca que você precisa gostar do que está fazendo. Se você escreve um texto, grava um vlog/podcast ou até mesmo mantém um perfil no twitter e faz isso por obrigação, seu texto parecerá escrito por um robô: sem personalidade, sem paixão, sem alma e seus leitores perceberão. Imprima uma personalidade, deixe sua marca em tudo aquilo que você faz e seus leitores vibrarão com cada texto novo que você fizer.

14 – Menosprezar seus leitores – mesmo que você ainda não seja uma mega-celebridade, reconhecido nas ruas e amados por milhões, é bem provável que aos poucos algumas pessoas comecem a ver o que você escreve e se identifiquem com você. Trate-os bem, responda seus comentários, tire suas dúvidas e em pouco tempo essas pessoas deixarão de serem leitores e se transformarão em fãs. E lembre-se: isso inclui até mesmo os leitores que caíram no seu blog através dos mecanismos de busca.

15 – Abusar das redes sociais – hoje em dia é quase impossível pensar num blog profissional sem pensar em ter um perfil no twitter e/ou uma fan page no Facebook. Isso é importante, e ajuda a levar pessoas para o blog, mas nunca se esqueça que é preciso ter um certo cuidado com o ritmo dos links para seu blog, para seu perfil nas redes sociais não acabar virando um spam para seu blog. Você não precisa postar o mesmo link para seu novo post a cada meia hora: estude os melhores horários, veja em que momento seus seguidores mais estão online, e publique nesses horários.

16 – Pedir links / RTs / likes – lembre-se: se o seu conteúdo é bom, os links virão naturalmente. Se você precisa pedir RT no twitter ou like no Facebook, talvez seja hora de rever o conteúdo que você está gerando.

17 – Desistir depois de pouco tempo – Muitas vezes a fama só vem depois de um bom tempo tentando. Se você pensa em desistir de um blog no segundo mês de vida só por não ter atingido ainda um milhão de visitas, pode acabar desistindo de uma idéia que meses depois lhe dará o muito mais que isso. Persista, não desista e saiba que muitos blogueiros de sucesso hoje em dia tiveram que passar várias noites em claro e aguentar muitos dias com menos de 10 visitantes por dia.

18 – Não ter metas claras – Da mesma forma que você não pode desistir logo no começo, é importante também saber a hora de jogar a toalha e repensar (ou até mesmo desistir) o blog. Manter um blog profissional gera vários custos (domínio, hospedagem, e até mesmo tempo), e você precisa saber gerenciar esses custos e decidir o momento em que o blog está dando mais prejuízo que lucro. E como fazer isso? Defina metas para seu blog, como quantidade mensal de visitas, receita mensal e outros valores para daqui a seis meses ou um ano, e se esforce para atingir essas metas. Você é um blogueiro profissional e deve ver o blog como veria uma empresa: com metas a serem atingidas.

19 – Copiar a fórmula de sucesso dos outros blogueiros – como já dissemos, não existe fórmula pronta para o sucesso. Não é porque algo fez um blog ficar famoso que você precisa fazer exatamente igual. Encontre seu público-alvo, seja original, e as pessoas se lembrarão do seu blog como O blog de humor/tecnologia/política, e não apenas MAIS UM blog de humor/tecnologia/política.

20 – Não manter o WordPress sempre atualizado – nenhum programa é 100% seguro, e o mesmo se aplica ao WordPress e aos plugins que você mantem no seu blog. É muito comum vermos casos de blogs que foram invadidos e passaram a espalhar vírus por não estarem atualizados, e por isso terem falhas de segurança que foram exploradas. Deixe seu blog sempre atualizado, lembre-se de ter senhas fortes, e evite que seu blog seja penalizado nos mecanismos de busca por ter sido invadido.



fonte:

Seguir por e-mail

Topo